Consultora

Margem de lucro da revenda: aprenda a fazer o cálculo

16 de agosto de 2018
Tempo de leitura 6 min

Saber formatar os preços de produtos e serviços não é uma tarefa tão simples quanto parece. Para seu negócio não perder a rentabilidade, existem muitas variáveis que devem ser levadas em conta. Entre elas, está a margem de lucro da revenda, um ponto importante que pode tornar a sua empresa ainda mais competitiva.

Desde custos fixos e variáveis, o gasto total para a produção de um produto e até a margem esperada de lucro, tudo isso deve ser colocado na ponta do lápis antes de começar a vender, para que a sua empresa ofereça produtos por preços compatíveis com os do mercado e ainda obtenha lucratividade.

Para ajudar você a entender o que é a margem de lucro na revenda, qual a sua importância e como fazer o cálculo, separamos ótimas dicas neste artigo! Acompanhe!

O que é e qual a importância da margem de lucro?

A margem de lucro nada mais é do que um valor percentual acrescido ao custo total de um produto ou serviço. É graças a essa técnica que podemos obter o preço final de um item e é ela quem define qual a porcentagem de lucro obtida em cada venda, ajudando a melhorar a rentabilidade das empresas.

Esse conceito está diretamente ligado a questões como a lucratividade de um negócio, pois, com ele, podemos entender qual o lucro obtido em cada venda. Além disso, ainda é possível verificar se determinados produtos dão lucro ou prejuízo. Portanto, saber realizar um cálculo eficiente ajudará a sua empresa a prosperar com mais facilidade.

Existem muitos fatores que influenciam a média ideal de lucro. Ela pode mudar, por exemplo, de acordo com o porte e o segmento de atuação de uma empresa, ou ainda variar de acordo com o perfil de produto oferecido em um negócio.

Para conseguir calcular a margem de lucro ideal para a sua empresa, analise quais as suas expectativas comerciais, metas e objetivos em curto, médio e longo prazo. Além disso, considere também todos os gastos fixos, variáveis e o custo bruto de produção.

No caso da revenda, é necessário entender qual a despesa total de aquisição de um produto: preço da peça, gastos com frete, embalagem, divulgação etc. Todos esses fatores devem fazer parte desse cálculo.

Por fim, após encontrar a margem de lucro esperada e o valor final do produto, é importante avaliar a concorrência. Essa tarefa é essencial para entender se os preços praticados pela sua empresa são compatíveis com o mercado ou se algo precisará ser reorganizado em sua operação.

Como calcular a margem de lucro da revenda?

Para conseguir realizar essa conta, antes de tudo, é preciso entender três conceitos básicos: custos do produto, despesas e lucro.

  • custos do produto: para obter o preço pago no produto que será revendido, além do custo de cada item, você também deverá levar em conta pontos como o gasto com frete e outras cobranças dessa aquisição;

  • despesas: os custos são as quantias gastas com estrutura de um negócio (aluguel, condomínio, luz, telefone etc.), funcionários, entre outras variáveis;

  • lucro: o lucro é o retorno obtido com a venda de cada produto.

Para conseguir calcular a margem de lucro, antes de tudo, precisaremos descobrir qual é o lucro de cada produto a ser vendido. Entenda como é feita essa conta com a fórmula a seguir:

Lucro = preço de venda – custos – despesas

Vamos supor que as despesas de sua empresa são de R$ 200, o valor pago ao fornecedor por uma peça é de R$ 400 e o preço estabelecido para revenda será de R$ 1.000. Diante disso, chegaremos ao seguinte valor:

Lucro = 1000 – 400 – 200

Lucro = R$ 400

Agora, vamos usar uma segunda conta para encontrar a margem de lucro.

Margem de lucro = lucro / preço de venda x 100

Margem de lucro = 400 / 1000 x 100

Margem de lucro = 40%

Com essas contas, concluímos que a margem de lucro é de 40%. Esse percentual representa a lucratividade da sua empresa.

Como não errar no cálculo da margem de lucro?

Acompanhe algumas dicas práticas para não errar na hora de calcular a margem de lucro e precificar seus produtos!

Anote todos os custos do produto

Conceitualmente, o lucro é toda a quantia que sobra após a concretização de uma venda. Assim, em especial nos casos de revenda, toda a soma gasta na aquisição de um item deve ser levada em conta para não reduzir a margem de lucro. Afinal, os gastos com o produto são um dos pilares para conseguirmos fazer uma precificação eficiente.

Calcule as despesas totais da sua empresa

Assim como os custos de um produto, as despesas da sua empresa também impactam na hora de fazer um bom cálculo de preços e até mesmo no percentual da margem de lucro do seu negócio.

Gastos com aluguel, funcionário, manutenção do espaço, luz, água, internet e frete, entre outros, devem ser calculados.

Defina o preço de revenda

O preço que será aplicado na revenda de um produto pode variar de acordo com a estratégia adotada no seu negócio. É comum que os revendedores apliquem entre 2 a 5 vezes o valor do seu custo.

Vale ter cautela na multiplicação do preço de revenda, pois valores muito altos podem diminuir a competitividade da sua empresa diante da concorrência.

Faça um bom controle de vendas

Criar um controle eficiente de vendas é uma estratégia importante para que você consiga monitorar o comportamento da sua loja. Com essa ferramenta, por exemplo, é possível entender quais produtos estão “encalhados” e precisam de um estímulo para se tornar mais atraentes ao consumidor.

Muitas vezes, vale a pena reduzir o lucro e conquistar um volume maior de vendas. Afinal de contas, estoque sem vender é sinal de investimento parado.

Entenda se os preços atendem à sua expectativa

O lucro é literalmente o que “sobra” de dinheiro, por isso, é importante que você tenha uma quantia razoável no bolso após a realização de uma venda.

Especialmente quando falamos em revenda de produtos, analise se o valor que resta ao final de uma transação atende às suas necessidades. Caso contrário, está na hora de reavaliar alguns pontos da sua operação, como as despesas fixas da sua empresa ou o preço de revenda da sua loja.

Veja se é possível, por exemplo, encontrar fornecedores que possibilitam obter uma margem de lucro maior em seus produtos. Hoje, o mercado dispõe de alternativas que permitem ao revendedor ter margens de 70 a 100% de lucro sobre as vendas.

A precificação correta de produtos é uma ferramenta potente para quem deseja conquistar mais destaque no mercado. Ainda que o cenário comercial seja de alta competitividade, saber calcular a margem de lucro da revenda é fundamental para melhorar a saúde de um negócio!

E você, o que achou dessas dicas? Acesse nosso artigo e entenda como a revenda de produtos pode ajudar você a incrementar a sua renda mensal!

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up